Tuesday, December 21, 2010

Planejamento pé no chão para os próximos 7 anos

Olá,

Hoje eu estava colocando alguns planos mais realistas no papel sobre o meu futuro de médio prazo.

Eu preparei o gráfico abaixo para ilustrar um pouco dos principais acontecimentos na minha vida financeira nos últimos 6 anos e também meus principais planos para o futuro próximo (daqui a 7 anos).  Os dados estão em valores nominais (sem descontar a inflação) e líquidos (livres de IR, INSS, FGTS, etc, etc, etc).



Já falamos sobre casamento e promoção em posts anteriores. Eu também já abordei o tema relacionado à minha independência financeira várias vezes aqui no blog (você também pode selecionar a aba sobre IF acima). Apesar das minhas várias tentativas de saber quando ela chegará, o que é realmente importartante é o que fazer quando alcançá-la. (vou deixar o trabalho academico de lado por um tempo...)

Talvez eu abra uma empresa, ou talvez eu começe a dar aulas ou até mesmo trabalhar em algo bem tranquilo que eu goste - como se fosse um hobbie. Por exemplo, vender cerveja na praia (heheheh) ou servir camarão naqueles restaurantes beira-mar em Canasvieiras. Quem sabe.... Obvio que o restaurante será meu!!! (quanta ambição!)

O importante é que como resultado destas atividades sempre vai ter algum $$ entrando na conta - mesmo que este não seja o objetivo principal da minha ocupação... Isso pode ajudar a minha transição de trabalho tempo integral para uma semi-aposentadoria - ou o que eu mesmo gosto de chamar - uma Vida Boa!!

Outra ponto importante é que esta minha ocupação não pode comprometer a minha renda passiva. Logo, essa minha ocupação tem que ter um baixo custo de investimento e um alto nível de satisfação pessoal

Se vocês tiverem algumas idéias me avisem!!

Abraços

VB

3 comments:

  1. Após a aposentadoria, para os que não precisam continuar trabalhando, é necessário manter-se
    ocupado. De preferência com atividades prazerosas. Lute por algo que gosta de fazer. Isso pode ser um
    hobbie que abandonou na juventude ou algum sonho que ficou para trás por falta de tempo para realizá-
    lo. Experimente novas situações e, o mais importante busque novas e antigas amizades. Encontrar as
    antigas é fácil. Muitas vezes um telefonema e um convite resolvem. A complicação vem em agir para
    garimpar novas delas. Aí sim o ideal é freqüentar locais onde haja pessoas com a mesma intenção. Na
    maioria das cidades há atividades especificas para 3ª idade: clubes, universidades, bailes, jogos, esportes,
    voluntariados. Nesses ambientes, como no trabalho, as pessoas não precisarão fazer muito esforço para
    fazer boas amizades. Elas virão com o convívio.
    Por fim, não há quem chegue aos sessenta sem ouvir de todos os profissionais da saúde e dos
    familiares que é necessário fazer exercício físico. Isso todos sabem. Então vou deixar aqui uma dica de
    autocontrole para exercitar-se. Programe sua vida para que o exercício ocorra sem que seja necessário
    pensar nele. Por exemplo, deixe para comprar algo em um mercado relativamente distante de sua casa
    todos os dias. Pode ser, por exemplo, a carne ou o peixe para o almoço. Além de movimentar-se
    obrigatoriamente e ter comida fresca e saudável, você poderá viver situações prazerosas das quais estaria
    privado se estivesse dentro de casa. Assim, fazendo algumas coisas simples no dia-a-dia constrói-se uma
    parte do bem estar físico, psíquico e social tão almejado.
    Forte Abraço.

    ReplyDelete
  2. Sou defensor da idéia de que sempre podemos mais. Não importa a ocupação que temos, sempre podemos ir além, e quando digo ir além, quero dizer obter renda extra.

    É complicado depender de uma única fonte de renda, seja ela qual for. Hoje posso me dar ao luxo de testar novas oportunidades de investimento, algo que encaro como muita disposição e alegria. Estou sempre em busca de uma novidade, de um outro negócio, não se pode ganhar sempre, mas o importante é o aprendizado que adquirimos com nossos erros.

    ReplyDelete